outubro 12, 2003

PORTUGUÊS SUAVE, 6. Continua, por vários lugares, a discussão sobre o Português Suave. Paulo Caldeira — que é médico — expressava há dias, no Aviz algumas dúvidas sobre o verdadeiro risco de doenças graves no fumador passivo. Entretanto, o meu vizinho médico que, felizmente, não prolongou por muito tempo a sua ausência do consultório escreveu no seu blog que estava «provado que o fumador passivo também é molestado pelo fumo do tabaco do parceiro do lado». O nosso bom doutor, é «apologista que os fumadores tenham os seus espaços isolados»; eu preferia dizer desta maneira: é bom que os fumadores tenham direito a um espaço de modo a não molestarem os não-fumadores. É essencialmente a mesma coisa, razão porque há entre mim e o Médico uma concordância em muitas coisas.
Convém, no entanto, dizer que a ideia de um «instinto agressor» do fumador faz parte da vulgata ecofascista muito em voga entre velhinhas evangelizadoras e psicopatas recém-chegados ao «clube dos saudáveis». Num dos romances mais divertidos de Manuel Vázquez Montalbán, Asessinato en Prado del Rey, Pepe Carvalho recusa-se a fumar o seu charuto porque pressente — e bem — que o charuto se apagaria de tristeza diante do ódio anti-tabagista do seu interlocutor.

Seja como for, Paulo Caldeira regressa ao Aviz para comentar o assunto, contrariando o nosso doutor, e afirmando que não concorda que «ficou provado» que o não-fumador é contagiado fatalmente pelo fumador:

«Apenas observo que, baseado em observações epidemiológias falíveis, se generalizou a ideia que o fumador passivo tem um grave risco de doença, especialmente o cancro do pulmão. E porque é que não concordo?
Em primeiro lugar, e como já disse, a entidade de fumador passivo é algo difícil de definir. Pego num artigo científico português, de onde retiro este excerto, que bem o exemplifica: os estudos deste tipo, para avaliação do risco do tabagismo passivo, podem estar sujeitos a vários tipos de limitações epidemiológicas, que de alguma maneira poderão falsear a determinação do risco do cancro do pulmão. Passamos a analisar algumas descritas por Eriksen e colaboradores:
a) erro de classificação > tratam-se dos problemas ligados ao diagnóstico de cancro do pulmão, e ao «status» de não-fumador. No que se refere ao primeiro, no nosso trabalho todos os casos foram histologicamente confirmados, não sendo de excluir no grupo com adenocarcinomas algumas neoplasias secundárias; contudo num estudo conduzido por Garfinkel, ao excluir todos os adenocarcinomas, persitiu o efeito positivo do tabagismo passivo.A possibilidade de incluir fumadores ou ex-fumadores que se declaram não-fumadores, poderá falsamente elevar o risco do ETS, contudo dados recentes mostram excelente concordância entre os marcadores biológicos de exposição e afirmação da condição de não-fumador.
b) questionários > desde sempre se têm levantado dúvidas da capacidade descriminatória da informação obtida. Os estudos de Coultas e Brownson demonstram, contudo, a fiabilidade da história da exposição ao ETS através de questionários estruturados e com entrevistas estandardizadas.
c) «confounders» > a existência de outros factores de risco como a dieta e a exposição ocupacional, ou a interferência do nível social e educacional devem ser tomados em conta, pois podem ter um efeito de «counfonder» em relação à exposição ao tabagismo passivo. Embora estes aspectos não tenham sido abordados no nosso trabalho, os hábitos dietéticos, a história ocupacional e o nível educacional vão ser analisados no âmbito do estudo multicêntrico.
Este trabalho português está integrado no estudo europeu sobre risco do carcinoma do pulmão em fumadores passivos, conduzido por Paolo Boffetta . Faço notar duas coisas a propósito deste estudo. «Não fumador» é definido como consumo inferior a 400 cigarros/vida e, aparentemente, não fizeram nenhum teste biológico para confirmar essa condição. Concluem que o risco relativo da Ca pulmão do fumador passivo (só para cônjuge e trabalho) é de 1.15, o que não é nada de especial (embora significativo). No entanto em 3 centros esse risco foi inferior a 1 (efeito protector) e em 2 foi de 1 (efeito nulo). Não foram avaliadas outras potenciais exposições.
Outra razão: referi também que o risco de carcinoma do pulmão, no fumador e não fumador, tem muito a ver com factores genéticos. Coloco aqui só um abstract do Boffetta sobre o tema. Então porquê esta enorme campanha?
Tem a ver com muitas coisas. É claro que o fumar tem riscos importantes para a saúde, tornou-se socialmente correcto não fumar, é uma campanha atractiva para os média, é mais fácil fazer os fumadores parar de fumar se atrair sobre eles a ira dos não fumadores. Esta campanha vem da América, país de democratas e fundamentalistas. Assim como as tabaqueiras manipualm dados a seu favor, instituições públicas também o podem fazer. Só um exemplo de "manipulação" de dados que passa facilmente para os média: o tabaco causa cerca de 440.000 de mortes/ano nos EUA, causando cerca 5 milhões de anos de vida perdidos e cerca de 8,6 milhões de pessoas têm doenças atribuídas ao fumo do tabaco. Estes números de milhões são impressionantes.
Ora se virmos a tabela ressaltam duas coisas. As definições: fumador é definido (em contradição com o acima definido) como ter fumado mais de 100 cigarros/vida e manter hábitos alguns ou todos os dias, ex-fumador é ter fumado mais de 100 cigarros na vida e não manter hábitos actuais, não fumador como ter fumado menos de 100 cigarros/vida. As doenças: estão incuídas, nas doenças relacionadas com o tabaco, o AVC e o enfarte do miocárdio. Desta maneira (quase) todos nós somos fumadores ou ex-fumadores.
Desta maneira um velhinho de 70 anos, cheio de diabetes, colesterol e que fuma 1 ou 2 cigarros por semana, ao ter um banal AVC passa a constituir morbilidade associada ao tabaco, e se morre, uma morte atribuível ao tabaco.
Já chega. Não tenho nenhum interesse na indústria tabaqueira, não defendo o hábito de fumar. Apenas condeno campanhas acéfalas baseados em dados científicos pouco seguros. Qualquer médico sabe que, epidemiologicamente pode-se "provar" tudo, até que homens de bigode farfalhudo têm mais calos nos pés!»


Eu também concordo com o Paulo Caldeira, porque me convém, evidentemente. Mas o que me assusta, realmente, é acabarem com o «Suave» do «Português Suave». Isso é um golpe e tanto.

4 Comments:

At 8:35 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

ninest123 09.24
oakley sunglasses, tiffany jewelry, tory burch outlet, ray ban sunglasses, ray ban sunglasses, louboutin shoes, michael kors outlet, oakley sunglasses, burberry outlet online, michael kors outlet, replica watches, louis vuitton, louis vuitton outlet, uggs on sale, oakley sunglasses, longchamp outlet, michael kors outlet, burberry, polo ralph lauren outlet, replica watches, michael kors outlet, christian louboutin outlet, oakley sunglasses, nike air max, gucci outlet, louis vuitton, michael kors outlet, ugg boots, tiffany and co, cheap oakley sunglasses, longchamp, longchamp outlet, prada outlet, ray ban sunglasses, louboutin outlet, prada handbags, ugg boots, nike air max, ugg boots, polo ralph lauren outlet, louis vuitton, louis vuitton outlet, ugg boots, nike outlet, michael kors, jordan shoes, louboutin

 
At 8:39 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

burberry, new balance pas cher, michael kors, coach outlet, sac longchamp, true religion jeans, mulberry, oakley pas cher, ralph lauren pas cher, louboutin pas cher, ralph lauren uk, nike free run uk, north face, true religion jeans, michael kors, ray ban pas cher, true religion jeans, sac guess, nike air max, air jordan pas cher, vans pas cher, nike air max, nike free, tn pas cher, coach factory outlet, air max, coach purses, nike roshe run, chanel handbags, coach outlet, hollister pas cher, converse pas cher, abercrombie and fitch, north face, true religion outlet, nike blazer, hogan, kate spade outlet, hermes, longchamp pas cher, lululemon, nike air max, timberland, nike free, hollister, michael kors, michael kors, kate spade handbags, air force, ray ban uk, lacoste pas cher

 
At 8:42 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

instyler, nike air max, oakley, ferragamo shoes, herve leger, jimmy choo shoes, nike huarache, giuseppe zanotti, celine handbags, mcm handbags, hollister, north face outlet, ray ban, beats by dre, hollister, converse outlet, vans shoes, nike roshe, hollister, soccer shoes, lancel, ralph lauren, louboutin, insanity workout, valentino shoes, new balance, wedding dresses, mont blanc, abercrombie and fitch, asics running shoes, reebok shoes, chi flat iron, longchamp, nike air max, nike trainers, north face outlet, converse, p90x workout, soccer jerseys, vans, timberland boots, mac cosmetics, lululemon, ghd, baseball bats, nfl jerseys, birkin bag, nike roshe, gucci, babyliss, iphone 6 cases, bottega veneta, vanessa bruno

 
At 8:47 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

pandora jewelry, marc jacobs, moncler outlet, coach outlet, canada goose, replica watches, bottes ugg, michael kors outlet online, canada goose, pandora charms, wedding dresses, ugg boots uk, doudoune canada goose, canada goose outlet, moncler, karen millen, louis vuitton, moncler, links of london, pandora jewelry, moncler, michael kors outlet, toms shoes, moncler, barbour, ugg pas cher, ugg,ugg australia,ugg italia, louis vuitton, supra shoes, swarovski crystal, juicy couture outlet, montre pas cher, thomas sabo, doke gabbana outlet, ugg,uggs,uggs canada, canada goose, louis vuitton, moncler, sac louis vuitton pas cher, canada goose outlet, swarovski, michael kors handbags, hollister, canada goose uk, juicy couture outlet, moncler, moncler, canada goose, louis vuitton, barbour jackets, pandora charms
ninest123 09.24

 

Enviar um comentário

<< Home