dezembro 05, 2003

ANTI-SEMITISMO. [Actualz.] Depois de ler o relatório sobre o anti-semitismo europeu — que a UE não quis publicar (Manifestations of Anti-Semitism in the European Union. First Semester 2002, draft de 20 de Fevereiro de 2003) — vejo que não traz grandes novidades. Regista o tom geral, que já se conhecia mas que não aparece nos jornais nem nas televisões. Por detrás disso há «ocorrências banais»: grafitis nos cemitérios judeus e profanação de alguns deles, cartas anónimas, fóruns da Internet, cartazes claramente anti-judaicos, cartoons da imprensa, apedrejamento de sinagogas (a de Lisboa está nesse número, precisamente na véspera da Oração pela Paz que juntou judeus, muçulmanos e cristãos no seu interior — o relatório cita explicitamente esse acto, a que nenhum jornal português fez referência, de resto) e destruição de algumas delas, assassinato de estudantes judeus em França, organização de exposições anti-semitas em universidades francesas, tentativa de vedar o acesso a estudantes judeus em universidades inglesas, campanhas telefónicas e de mails na Alemanha, intimidação crescente em Espanha, insultos no metro de Paris, destruição de livrarias em Itália, primeiros ataques na rua a grupos de estudantes nas ruas de Antuérpia, incitamento à violência e à «vigilância» por parte de grupos e jornais de extrema-direita (em França, na Bélgica e na Holanda), vandalismo sobre sedes de associações culturais e cívicas de matriz judaica, «forwards» de mails anti-judaicos (não me refiro a anti-Israel) em universidades e instituições públicas (em Portugal tivemos um caso com alguma repercussão na Universidade de Trás-os-Montes, com protecção da direita católica e da esquerda-PCP), publicação — mesmo na chamada «imprensa de referência» austríaca, italiana, grega e alemã — de cartoons e textos anti-semitas, existência de milhares de grupos (islâmicos fundamentalistas, de estudos islâmicos, negacionistas e revisionistas, neo-nazis, fascistas, «radicais de esquerda», racistas, etc.) que na internet mantêm páginas anti-judaicas e anti-Israel, etc., etc., etc.. A enumeração destes casos aproxima-se bastante da estatística e, como se sabe, a valorização da estatística aproxima-se, por seu lado, da banalização dos factos. Neste caso, da banalização do mal.
Nada disto é estranho ou surpreendente a não ser a extrema gravidade da sua recorrência e da sua regularidade. Quando se somam os incidentes, os números são assustadores — mas a sua desvalorização na imprensa (cinco linhas de uma «breve», dez linhas inseridas numa notícia sobre o Iraque, etc.) impede um retrato de conjunto. Essa banalização é grave e esconde outro ponto essencial, que aliás o relatório (tanto na sua versão «curta» como na versão «completa») cita: o anti-semitismo nunca desapareceu da Europa e, desde os anos cinquenta, foi mantendo vários limbos onde se desenvolveu. A matriz intelectual desse anti-semitismo europeu é evidente e compreensível, dado que engloba os dois lados do «espectro político tradicional». Há nesse anti-semitismo europeu os mesmos sinais do velho anti-judaísmo de rua, o que vem de 1502 em Lisboa, o que vem das ruas de Toledo ou de Sevilha, o que vem de Évora durante o século XVI, o que vem de Vilnius e de Riga.
Por outro lado, há um dos aspectos mais importantes que o relatório aborda (e que fui desafiado a debater pelo Statler, do Blogue dos Marretas, aliás): a confusão entre aquilo que é assunto estritamente relacionado com Israel e aquilo que é «estritamente judaico». Os cépticos em relação ao estudo sobre o anti-semitismo, por exemplo, mantêm — com razão — que muitos dos ataques anti-judaicos são apenas anti-Israel. É verdade. Mas não deixa de ser curioso que, sobretudo a partir da Páscoa de 2002, tenham sido colunistas de esquerda ou católicos a insistir nessa paridade. Textos nessa altura publicados pelo dominicano Frei Bento Domingues, por exemplo (no Público) não estabeleciam distinção entre judeus, israelitas, hebraicos ou sionistas — tudo é o mesmo, seguindo, aliás, uma orientação pré-conciliar católica, que teve no teólogo Carreira das Neves alguns momentos altos e próximos do discurso de Santo Ofício (nomeadamente quando, na rádio, falava do «exército judeu» e do «exército dos judeus»). A imprensa marcha nessa mesma linha: «exército judaico», «exército hebraico», etc., etc. Se compararmos com os cuidados (que se devem valorizar, aliás) exercidos pela mesma imprensa a propósito do mundo islâmico (o que é Islão, o que é muçulmano, o que é fundamentalismo), estamos perante um défice claro.
Outro ponto que me parece importante, deste relatório, é o facto de assumir que nos países da UE houve o cuidado de criar uma política de prevenção contra o anti-islamismo na sequência do 11 de Setembro — são raros os ataques a mesquitas, centros de estudos islâmicos ou muçulmanos. No caso do anti-semitismo, ou actos anti-judaicos, não houve esse cuidado. Pelo contrário, verificou-se que certas universidades francesas autorizaram (cito o Libération, que publicou reportagens sobre o assunto, ao contrário do Le Monde, por exemplo) exposições e afixação de cartazes anti-semitas.
Parecem-me, por outro lado, muito obtusas as razões que levaram à não publicação deste relatório; a confusão entre actos anti-judaicos e actos anti-Israel não decorre da leitura do relatório, uma vez que há, nas suas páginas, explicações suficientes para distinguir uns dos outros. A questão, aqui, não tem a ver com o racismo (isso é o que eles, os anti-semitas primários, queriam! — claro, tratar os judeus como uma «raça») mas com o facto de a barbárie estar sempre à espreita. Não contem comigo para discursos sobre vitimização.

Como observação final, parece-me que esta conversa sobre anti-semitismo e não-anti-semitismo é uma soma de complexos. A tentativa de negar a existência dessa onda de manifestações, indícios e sinais anti-judaicos é tão absurda como a vitimização absoluta de sinal contrário — apenas leva mais facilmente à perseguição e ao abjecto que está em crescendo. Há um crescendo de lugares-comuns e de banalidades; um crescendo de tentativas de diluir diferenças (nomeadamente entre «críticas a Israel» e «judaísmo») e de juntar tudo no mesmo saco. Isso parece-me o pior de tudo. O anti-semitismo existe, os seus sinais estão aí evidentes, indicando que a Europa não mudou muito.

Sobre o «fenómeno anti-Israel», parece-me normal e também «compreensível» — mas isso será matéria para outro texto.

Só mais uma nota: no Brasil, foram assassinados dois estudantes. Ela era judia, ele não. Namoravam e tinham ido acampar; os seus corpos foram encontrados dias depois. Descobri o assunto na primeira página da Folha e segui-o durante duas semanas — até que entrei, depois de várias buscas na internet, nos fóruns que tratavam do assunto. A quantidade de mensagens e de intervenções anti-semitas (onde também havia mensagens anti-Israel, anti-quase-tudo) a propósito da morte de Liana Friedenbach e de Felipe Caffé foi tão impressionante que obrigaria qualquer um a sentir-se incomodado. Ora, essa natureza do anti-semitismo é que me incomoda. Qualquer debate sobre o assunto deve separar os dois campos. Se querem a minha opinião sobre os ortodoxos e os partidos haredim e Sharon, escusam de se incomodar — estão no arquivo deste blog. Podem ler antes.

8 Comments:

At 2:00 da manhã, Blogger oakleyses said...

tiffany jewelry, louboutin shoes, kate spade outlet online, polo ralph lauren, nike air max, burberry outlet online, oakley vault, michael kors outlet, tiffany and co jewelry, louis vuitton outlet online, louis vuitton outlet, nike free, longchamp outlet, longchamp handbags, louis vuitton outlet, jordan shoes, louis vuitton, nike air max, michael kors outlet online, coach outlet store online, oakley sunglasses, coach outlet, christian louboutin outlet, tory burch outlet, coach outlet, longchamp outlet online, michael kors outlet online, chanel handbags, cheap oakley sunglasses, burberry outlet online, ray ban outlet, prada handbags, prada outlet, polo ralph lauren outlet, christian louboutin shoes, michael kors outlet online, coach purses, michael kors outlet store, nike shoes, michael kors outlet online, ray ban sunglasses, gucci handbags, louis vuitton handbags, red bottom shoes, kate spade handbags

 
At 2:00 da manhã, Blogger oakleyses said...

lacoste pas cher, ray ban pas cher, true religion outlet, vans pas cher, nike free pas cher, nike air max, nike roshe, air max, tn pas cher, barbour, chaussure louboutin, converse pas cher, michael kors uk, mulberry, hollister, lululemon, ray ban uk, new balance pas cher, true religion, hollister, louis vuitton pas cher, louis vuitton uk, sac louis vuitton, nike air force, longchamp pas cher, nike free, north face, north face pas cher, air jordan, nike roshe run, timberland, louis vuitton, nike trainers, longchamp, true religion outlet, scarpe hogan, sac vanessa bruno, ralph lauren, air max pas cher, oakley pas cher, nike air max, burberry pas cher, hermes pas cher, sac michael kors, nike blazer pas cher, nike huarache, michael kors canada, abercrombie and fitch, ralph lauren pas cher, guess pas cher

 
At 2:01 da manhã, Blogger oakleyses said...

vans outlet, soccer shoes, beats headphones, marc jacobs outlet, mont blanc pens, babyliss pro, north face jackets, canada goose outlet, reebok shoes, canada goose uk, wedding dresses, uggs outlet, instyler ionic styler, chi flat iron, mcm handbags, herve leger, moncler, longchamp, insanity workout, uggs on sale, bottega veneta, canada goose pas cher, ugg soldes, abercrombie and fitch, ghd, hollister, rolex watches, ferragamo shoes, canada goose outlet, soccer jerseys, north face outlet, ugg, roshe run, nfl jerseys, valentino shoes, moncler outlet, giuseppe zanotti, canada goose outlet, ugg boots, mac cosmetics, jimmy choo shoes, lululemon outlet, birkin bag, asics shoes, canada goose, p90x workout, celine handbags, ugg outlet, new balance outlet, moncler

 
At 7:47 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

ninest123 09.28
oakley sunglasses, jordan shoes, ugg boots, louis vuitton, michael kors outlet, louboutin outlet, polo ralph lauren outlet, louis vuitton outlet, prada outlet, tiffany and co, nike air max, cheap oakley sunglasses, longchamp outlet, louboutin, ray ban sunglasses, louis vuitton, michael kors, burberry, louboutin shoes, ugg boots, prada handbags, louis vuitton outlet, uggs on sale, longchamp, longchamp outlet, tory burch outlet, chanel handbags, ugg boots, replica watches, nike air max, gucci outlet, ray ban sunglasses, christian louboutin outlet, tiffany jewelry, burberry outlet online, michael kors outlet, nike outlet, nike free, michael kors outlet, michael kors outlet, louis vuitton, polo ralph lauren outlet, ugg boots, oakley sunglasses, ray ban sunglasses, oakley sunglasses, michael kors outlet, replica watches, oakley sunglasses

 
At 7:47 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

nike roshe, vans pas cher, true religion jeans, longchamp pas cher, ray ban uk, lacoste pas cher, nike air max, michael kors, kate spade handbags, mulberry, air max, nike free, coach outlet, true religion outlet, north face, nike air max, lululemon, coach factory outlet, air jordan pas cher, nike air max, hollister, michael kors, true religion jeans, true religion jeans, hogan, north face, ray ban pas cher, sac longchamp, burberry, michael kors, oakley pas cher, ralph lauren pas cher, nike blazer, air force, hermes, michael kors, abercrombie and fitch, coach outlet, timberland, louboutin pas cher, vanessa bruno, converse pas cher, hollister pas cher, nike roshe run, new balance pas cher, coach purses, tn pas cher, sac guess, nike free run uk, ralph lauren uk, kate spade outlet

 
At 7:47 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

nfl jerseys, bottega veneta, giuseppe zanotti, birkin bag, insanity workout, mont blanc, vans shoes, gucci, converse, oakley, hollister, louboutin, celine handbags, beats by dre, nike air max, hollister, jimmy choo shoes, instyler, wedding dresses, north face outlet, reebok shoes, soccer shoes, baseball bats, asics running shoes, chi flat iron, hollister, nike air max, nike roshe, mac cosmetics, longchamp, ferragamo shoes, abercrombie and fitch, herve leger, new balance, ghd, iphone 6 cases, converse outlet, nike huarache, lululemon, p90x workout, vans, soccer jerseys, mcm handbags, ralph lauren, babyliss, valentino shoes, nike trainers, timberland boots, ray ban, north face outlet, moncler

 
At 7:47 da manhã, Blogger ninest123 Ninest said...

juicy couture outlet, links of london, ugg,uggs,uggs canada, sac louis vuitton pas cher, moncler, moncler outlet, pandora charms, canada goose outlet, karen millen, canada goose, lancel, canada goose, swarovski, ugg boots uk, ugg pas cher, hollister, montre pas cher, moncler, canada goose uk, doke gabbana outlet, michael kors handbags, coach outlet, louis vuitton, michael kors outlet, replica watches, doudoune canada goose, louis vuitton, canada goose outlet, moncler, toms shoes, wedding dresses, barbour jackets, ugg,ugg australia,ugg italia, swarovski crystal, barbour, moncler, thomas sabo, marc jacobs, moncler, louis vuitton, louis vuitton, canada goose, moncler, pandora jewelry, pandora jewelry, pandora charms, supra shoes, canada goose, juicy couture outlet, bottes ugg, michael kors outlet online
ninest123 09.28

 
At 1:39 da manhã, Blogger mmjiaxin said...

michael kors outlet online
michael kors outlet store
cheap true religion
tiffany and co

tiffany and co
tiffany and co outlet
http://www.huaracheshoes.uk
tiffany,tiffany and co,tiffany and co jewelry,tiffany necklace,tiffany bracelet,tiffany ring,tiffany earrings
http://www.cheapairjordan.uk
cheap oakley sunglasses
Air Jordan 11
tiffany and co jewelry
michael kors handbags
air huaraches
michael kors outlet
http://www.kobebasketballshoes.us.com
kobe basketball shoes
fitflops clearance
michael kors handbags
gg

 

Enviar um comentário

<< Home