novembro 05, 2004

O PRECONCEITO GROSSEIRO. Luís F. Marinho, por mail, pergunta qual é o preconceito grosseiro que eu referia abaixo (post «Demónio Americano»). É muito comum; tanto, que escapa a quem os produz no meio de comentários aparentemente banais sobre a América. Arthur Dapieve, no Globo de hoje, por exemplo, fala de «a minha América» para dizer que ela não lhe foi roubada por um voto sequer. Mas a maior parte dos comentários sobre o «horror da América», por exemplo, tem endereço errado, como já hoje foi escrito no Blasfémias. A guerra sem tréguas aos fumadores, o processo Anita Hill, etc. etc., são obra dos democratas, que impediram Bill Clinton de fumar um charuto sequer. A ideia de que os americanos são todos isto ou todos aquilo é muito semelhante «à visão do português» no Brasil, por exemplo -- todos seríamos donos de padarias e choraríamos a ouvir fadinho e a beber vinho verde (ou todos votaríamos Santana Lopes). Essa visão do americano reproduz o olhar provinciano de quem só conhece (e mal) os cantos da sua casa. Pessoalmente, acho um assunto desinteressante.

3 Comments:

At 6:48 da tarde, Anonymous Anónimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it
» »

 
At 1:16 da manhã, Anonymous Anónimo said...

This is very interesting site... Barcode scanner ascii to devicenet converter sex http://www.precios-plotter.info/Backyard-baseball-cheats-for-pc.html Top 10 reasons quit smoking Animated craps v4.5b eye surgery to correct lazy eye Refinancing mortgage calculator uk1812 South bay-torrance liposuction

 
At 11:56 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Keep up the good work »

 

Enviar um comentário

<< Home