dezembro 24, 2004

BIBLIOGRAFIA DE FINAL DE ANO. Dois livros acabados de ler: O Silêncio de um Homem Só, de Manuel Jorge Marmelo (edição Campo das Letras), e O Opositor, de Luis Fernando Verissimo (edição Objetiva). O M.J.M., já o disse várias vezes, é um narrador muito subestimado, injustamente subestimado; estes contos são muito bons e merecem encontrar leitores -- a sua língua ecoa por corredores de festa e de euforia, tanto como por horas de absoluta preciosidade, como se às vezes aparecesse um verso a quebrar a ideia de prosa. Mais uma vez, um bom livro do Jorge. Quanto a O Opositor, de Verissimo, tem a marca do delírio, o que não admira, um vez que apanha Manaus vista do céu; é pena os personagens aparecerem deslocados, como se fossem arrancados a outro lugar do mapa. Mas Verissimo tem um problema: quem delira com as suas crónicas, contos e textos curtos, dificilmente deixará de lembrar todo esse manancial, acrescido, ainda, do peso dos livros do outro Verissimo, o Erico, seu pai. É um peso injusto, mas fatal.

PS - Devo uma explicação pública sobre o blog do Manuel Jorge Marmelo. Só uma incrível distracção me levou a não o incluir na lista dos meus blogs do ano. Está já feita a rectificação.