junho 27, 2005

Mais coisas temíveis.

Continua a odisseia à volta de Paulo Coelho. Hoje foi Brida, que só pode ler-se (é uma maneira de dizer) depois de O Alquimista ou o Diário de Um Mago, para «perceber» o que são a Magia do Sol e a Magia da Lua. Não percebi, realmente, mas não terá muita importância. Mas várias vezes me apeteceu esbofetear (também é uma maneira de dizer) a personagem principal, Brida. É preciso dizer que o cenário irlandês é absurdo, que Dublin está cheia de livrarias ocultistas e que o livro é de Paulo Coelho. A vida não é fácil. Isto vai sair-me caro.