julho 05, 2005

Edimburgo. Fogo de artifício.

Aquelas imagens são banais e banalizadas. Não têm qualquer relevância nem, actualmente, qualquer significado.

PS - Estranho que a França e a Alemanha se associem para perdoar a dívida africana e para ajudas humanitárias ao grande continente, e não entendam que as vacas francesas e alemãs recebem mais subsídios num mês do que jamais receberão agricultores africanos ou latino-americanos durante uma vida inteira.


Pacheco Pereira escreveu sobre o assunto, a propósito de Edimburgo e de uma reportagem sobre Angola, potência militar regional.

5 Comments:

At 4:36 da tarde, Anonymous indico said...

Em África não há Bancos com dimensão para acolher tanta massa.Portanto a massa fica cá,nos bancos europeus, só muda o nome do titular da conta......

 
At 5:44 da tarde, Blogger jdoutelcoroado said...

Realmente o JPP acertou na mouche com aquele comentário à reportagem que nada refere sobre a enorme corrupção que transforma Angola num país com pobreza a potes.
Como é que um governo que está sentado em cima de fortunas gamadas tem a lata de pedir ajuda para lhe perdoarem a dívida externa?
Cada vez mais me convenço que se calhar não era má ideia haver uma força de intervençaõ para acabar com governos corruptos e/ou incompetentes.

 
At 9:36 da tarde, Blogger alias said...

Subscrevo os comentários de Pacheco Pereira. Sarsfield Cabral, no DN de há dias, usava mesmo a palavra certa: hipocrisia. De resto, esta visão paternalista sobre o continente africano tem o seu quê de sinistro. Aproveito para saudar o Aviz, leitor assíduo que sou.

 
At 10:54 da manhã, Blogger عبده العمراوى said...

شركة قمة الدقة للخدمات المنزلية
شركة تسليك مجارى بالخبر
شركة تنظيف فلل بالجبيل

 
At 11:05 da manhã, Blogger azez 0569991822 عزيز said...

شركة رش مبيدات بالاحساء
شركة مكافحة حشرات بالاحساء
شركة مكافحة النمل الابيض بالاحساء
شركة مكافحة فئران وقوارض بالاحساء
شركة مكافحة صراصير بالاحساء
شركة مكافحة البق بالاحساء
شركة رش الدفان بالاحساء
شركة مكافحة ثعابين بالاحساء




 

Enviar um comentário

<< Home