julho 05, 2005

Edimburgo. Fogo de artifício.

Aquelas imagens são banais e banalizadas. Não têm qualquer relevância nem, actualmente, qualquer significado.

PS - Estranho que a França e a Alemanha se associem para perdoar a dívida africana e para ajudas humanitárias ao grande continente, e não entendam que as vacas francesas e alemãs recebem mais subsídios num mês do que jamais receberão agricultores africanos ou latino-americanos durante uma vida inteira.


Pacheco Pereira escreveu sobre o assunto, a propósito de Edimburgo e de uma reportagem sobre Angola, potência militar regional.

3 Comments:

At 4:36 da tarde, Anonymous indico said...

Em África não há Bancos com dimensão para acolher tanta massa.Portanto a massa fica cá,nos bancos europeus, só muda o nome do titular da conta......

 
At 5:44 da tarde, Blogger jdoutelcoroado said...

Realmente o JPP acertou na mouche com aquele comentário à reportagem que nada refere sobre a enorme corrupção que transforma Angola num país com pobreza a potes.
Como é que um governo que está sentado em cima de fortunas gamadas tem a lata de pedir ajuda para lhe perdoarem a dívida externa?
Cada vez mais me convenço que se calhar não era má ideia haver uma força de intervençaõ para acabar com governos corruptos e/ou incompetentes.

 
At 9:36 da tarde, Blogger alias said...

Subscrevo os comentários de Pacheco Pereira. Sarsfield Cabral, no DN de há dias, usava mesmo a palavra certa: hipocrisia. De resto, esta visão paternalista sobre o continente africano tem o seu quê de sinistro. Aproveito para saudar o Aviz, leitor assíduo que sou.

 

Enviar um comentário

<< Home