julho 10, 2005

Eu e as touradas.

Eu e as touradas não temos relação nenhuma. Mas, numa passagem pelo café da vila, vi pela televisão duas coisas que me deixaram orgulhoso, nem sei bem de quê: um forcado preto ovacionado de pé depois de uma pega extraordinária, e uma cavaleira loira que parece que se portou bem. Nenhum deles tinha patilhas.

3 Comments:

At 2:32 da manhã, Blogger Eterna Descontente said...

Ai, Francisco, e um touro dar meia volta, virar as costas ao toureiro, e sair porta fora em direcção ao prado, não viu?

Pois, bem me parecia que o mundo não é perfeito… ;-)

 
At 12:19 da tarde, Blogger espumante said...

eu também... ainda por cima fiquei a pensar se eu não estaria com alguns efeitos residuais de affirmative actions que conheci... sei lá... mas depois, não. Foi mesmo uma pega em grande de um homem teso. E a cavaleira loura atirou-me para o mesmo tipo de reflexões, substituindo a affirmartive action por quotas de mulheres e coisas assim. Mas também não. Foi uma excelente actuação...
:)

 
At 1:42 da tarde, Blogger Francisco J. V. said...

Eu não sou apreciador de touradas, de facto, mas concordo consigo «Espumante».

 

Enviar um comentário

<< Home