julho 10, 2005

Revista de blogs. Questões de política geral.

«Uma das premissas para um sujeito não querer nunca ser "reacionário" e "de direita" é acreditar que pessoas ricas e desmioladas e egoístas não têm simpatias esquerdistas. Ou que apenas as pessoas que não têm simpatias esquerdistas são ricas, desmioladas e egoístas. Mais ou menos assim: as patricinhas loiras de calça colada e cabelo superliso não votam no Lula. [...] O curioso é que todas as fulanas que conheço que se encaixam exatamente na tal descrição (bonitinha, patricinha, ansiosa para parecer sofisticada, com bastante dinheiro para supérfluos todos os meses - ou seja, a definição da mulher desmiolada e burra, para os que têm simpatias esquerdistas) votam no Lula, são "contra o monopólio econômico dos EUA", "contra a religião organizada" e "a favor do aborto" (o que, para 90% da população mundial, faz delas mulheres inteligentes). Então eu me pergunto: onde estão as tais blonde bimbos de verdade, as burras & loiras & ricas que não têm simpatias esquerdistas? A única explicação é que elas automaticamente passam a ser do lado do "bem" quando pensam feito eles e votam no Lula e todo o resto ("ah, gente, tudo bem que ela seja patricinha, né, mas é inteligente").» [No Miss Veen]